Emicida fala sobre o assassinato no Rio de Janeiro: “80 tiros? Esse país deveria estar pegando fogo”

Rio de Janeiro

No último domingo (7), em Guadalupe, Rio de Janeiro, o carro de uma família que estava indo a um chá de bebê, foi alvo de 80 disparos de soldados do Exército. No carro estavam, Evaldo dos Santos Rosa, sua mulher, seu filho de 7 anos, seu sogro e uma amiga da família. Evaldo morreu na hora.

Publicidade

O assassinato, chocou o país, e o debate sobre o racismo veio a tona, quando foi relatado que as pessoas que estavam no veículo eram negras. E diante desta situação, o rapper Emicida, em entrevista a GNT falou sobre o acontecimento e deixou clara a sua indignação.

Veja em mais notícias: Fãs relatam ter sido agredidas por seguranças em show de Djonga em São Paulo