H&M erra feio com frase racista em anuncio infantil

H&M

Última atualização: 08/01/2018: H&M enviou a Pitchfork uma declaração sobre a repercussão negativa que teve a frase no moletom. “Nós entendemos que muitas pessoas estão chateadas com a imagem. Nós, que trabalhamos na H&M, só podemos concordar. Lamentamos muito por a foto ter sido tirada, e também nos arrependemos da impressão que causamos. Por isso, não só removemos a imagem de nossos canais, mas também a roupa de nossa grade de produtos. Evitaremos que erros assim aconteçam novamente.”

Entenda a história.

H&M errou feio com o modelo de moletom apresentado em seu site de vendas no Reino Unido. Durante o fim de semana, um print de um jovem modelo negro usando um moletom da marca, com a frase “O macaco mais legal da selva” foi viral na internet. Muitos fizeram criticas a imagem, acusando a marca de ser racista.

“Cara H&M, é por isso que o seu anúncio causou indignação”, escreveu o usuário do Twitter @DivinelyTv. “Existe uma história de pessoas negras que sofreram e sofrem com o preconceito, e sempre somos comparados com macacos. Seu anúncio apresenta uma criança negra com um moletom que diz “O macaco mais legal da selva”, 1+1=2. Você deveria saber”. Muitos outros usuários compartilharam desse mesmo pensamento:

LeBron James também compartilhou seus pensamentos sobre esta situação em uma postagem no Instagram, criticando a H&M e dando algumas palavras de encorajamento ao jovem modelo: “Eu vejo um pequeno rei! O governante do mundo, com uma força intocável que nunca será negada!”. A imagem edita a foto ofensiva e transforma o menino numa realeza.