Marca Yeezy de Kanye West está enfrentando outro processo

COMPARTILHE AGORA!

Após se livrar de um processo de 624.000 dólares pela fornecedora japonesa de tecidos Toki Sen-I Co, a YEEZY voltou a se meter em confusões judiciárias, de acordo com o The Fashion Law.

Desta vez, o processo vem da empresa Backbone PLC, do Colorado, que licencia ferramentas de gerenciamento que permitem às marcas supervisionar o ciclo de vida de seus produtos, fornecendo acesso a bibliotecas de cores, inventário e especificações de design. Juntamente com a etiqueta de vestuário da West, a Backbone conta com marcas como KITH, Outdoor Voices e Movado entre seus principais clientes.

O Backbone alega que a YEEZY não pagou taxas de até US$ 125.200 pelo uso continuado de seu software. Além de alegar que YEEZY pagou inicialmente a taxa de implementação de US$ 20.000, uma taxa anual inaugural de US$ 10.000 e as taxas mensais de usuário por 12 meses, totalizando US$ 43.200. Em setembro de 2019, a Backbone alegou que a Yeezy Apparel continuou a manter o acesso ao software, mas parou de pagar.

O Backbone PLC alega que a YEEZY, “apesar dos pedidos repetidos, na data desta reclamação, não efetuou nenhum pagamento referente às faturas pendentes”.

COMPARTILHE AGORA!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS