BNegão tem show censurado pela polícia no Mato Grosso do Sul

No último sábado (27), durante o Festival de Inverno de Bonito (MS), o cantor BNegão teve o seu show censurado pela polícia. De acordo com o cantor, os policiais chegaram agredindo o público e jogando gás de pimenta.

Não só acabaram com o show, como expulsaram a galera empurrando, com cassetete, mostrando arma e jogando gás de pimenta”, contou BNegão em entrevista por telefone ao UOL.

Publicidade

Tudo começou quando BNegão falou no palco que seus produtores haviam sido agredidos pela polícia dois dias antes do ocorrido. “Eu falei [sobre] isso no meio do show. Deu duas músicas e a apresentação foi interrompida. Foi uma censura, não tem como. Os caras estão nesta onda”, acrescenta. “O prefeito falou depois que não é para fazer manifestação política. Então é censura total.” Disse ele.
A Prefeitura Municipal de Bonito divulgou uma nota de repúdio pelas “manifestações políticas desrespeitosas” que aconteceram durante o festival.

“Antes de tudo, é importante destacar que o evento é promovido pelo Estado de Mato Grosso do Sul e não tem viés político, sendo um festival cultural. A Prefeitura de Bonito entende que todos têm direito a expressão, mas não concorda com manifestações explícitas de lados políticos, ou mesmo desrespeito aos atuais governantes durante o evento, seja por artistas contratados e pagos com recursos públicos federais, estaduais e municipais, ou por parte do público presente”, diz o texto.

Mesmo à frente do Planet Hemp, BNegão garantiu que nunca passou por situação semelhante: “Já houve tentativas e shows cancelados, mas nunca durante uma apresentação”.

Para ele, os políticos que integram o governo estão apoiando cada vez o aparato policial e a violência por parte do Estado. “Estão tentando transformar [o Brasil] em um Estado policial. Bolsonaro é o mais alto mandatário do país e o cara que passa essa permissão e incentivo diário”.

O cantor opina ainda que um órgão internacional é necessário para cuidar do Brasil, já que “não tem autoridade aqui para isso”.

“Independente de ser esquerda, direita ou centro, quem tem a ideia mínima de civilização tem que pedir um basta nisso. Temos um presidente que é um psicopata, que nem deveria estar lá. Ele não pode ser não nem síndico de condomínio, não tem condições, cognição, nada”.