Lady Gaga diz que nunca mais vai trabalhar com R.Kelly, e pretende excluir as colaborações dos serviços de streaming

Lady Gaga está quebrando o silêncio após o escândalo de abuso de R. Kelly

120
Lady Gaga

Em uma longa declaração no Twitter, Lady Gaga pediu desculpas por trabalhar com o cantor e disse que planeja remover a colaboração de 2013, “Do What U Want” dos serviços de streaming.

“Como vítima de agressão sexual, eu diz a música e o vídeo em um momento sombrio da minha vida, minha intenção era criar algo extremamente desafiador e provocativo porque eu estava com raiva e ainda não tinha processado o trauma que havia ocorrido em minha própria vida”, disse Gaga, que chamou as alegações de “absolutamente terríveis e indefensáveis” .

“A música é chamada de ‘Faça o que você quiser (com meu corpo)’, eu acho que está claro o quão explicitamente distorcido meu pensamento era na época”, ela continuou.

O comunicado de Gaga chega depois que ela enfrentou pressão nas mídias sociais para condenar Kelly, que foi objeto de uma documentário de seis partes da Lifetime chamada “Surviving R. Kelly”, que narra duas décadas do suposto abuso sexual e má conduta do cantor.

“Do What U Want” foi lançado depois que Kelly foi julgado em Chicago por acusações de pornografia infantil alguns anos antes. Ele foi absolvido.

Gaga, que realizou seu dueto sexualmente provocativo com Kelly no Saturday Night Live e o American Music Awards na época, prometeu não trabalhar com Kelly novamente. “Eu pretendo remover essa música do iTunes e de outras plataformas de streaming e não vou trabalhar com ele novamente”, disse ela. “Sinto muito, tanto pelo meu mau julgamento quando eu era jovem, e por não falar mais cedo.

Durante uma entrevista na SiriusXM, a produtora de “Surviving R. Kelly”, Dream Hampton, disse que gostaria de ter falado com Gaga para a série de documentários. “Eu queria saber como Lady Gaga poderia estar no ‘SNL’ com ele como alguém que defende os sobreviventes do abuso doméstico e que, você sabe, teve esse desempenho ridículo com ele no ‘SNL'”, disse ela.

Desde a estréia, muitos artistas denunciaram publicamente Kelly, mas Gaga não estava entre eles. Em 2014, a super estrela pop revelou que ela era uma sobrevivente de agressão sexual e apoiadora dos movimentos #MeToo e Time’s Up.

“Eu não posso voltar, mas posso seguir em frente e continuar a apoiar mulheres, homens e pessoas de todas as identidades sexuais e de todas as raças, que são vítimas de agressão sexual”, escreveu ela em seu comunicado. “Até que aconteça com você, você não sabe como se sente. Mas sei como me sinto agora.”
VEJA EM MAIS NOTÍCIAS: Adidas revela novo visual do Yung-96